Comentar

imagem de Maza

Festival Varilux de Cinema Francês 2011 - Considerações e programação

Enviado por Maza em seg, 06/06/2011 - 22:03

Porto Alegre é uma cidade cinéfila. Muitos podem dizer o contrário mas é uma cidade com boa média de cinemas por habitante (ao menos se comparado com outros cidades e capitais), tem um público que procura pelas mais variadas obras, desde o blockbuster ao mais alternativo, etc. Em uma situação como essa, é de causar estranheza que determinados festivais que passam pela cidade tenham uma divulgação tão ampla quanto uma reunião secreta, onde o que for divulgado de forma mais discreta parece ser o ideal (isso não entrando no mérito de festivais que já pelo nome se mostram no mínimo duvidosos, vide o Festival de Verão que em 2011 ocorreu na estação do Outono...). Dito isso, se faz mais do que necessário a plena divulgação do segundo Festival Varilux de Cinema Francês. Sua primeira edição em 2010 trouxe filmes bem variados, alguns até muito aguardados (vide o arrebatador O profeta, para citar apenas uma obra). Esse ano o número aumenta de 9 para 22 capitais no país. 

Para não falar que apenas reclamamos, dessa vez liguei para a bilheteria e o atendente já tinha informação sobre o festival, me indicou o site oficial do evento ( http://www.festivalcinefrances.com/ ), etc, no ano passado menos de 48 horas para o início do evento, nada nos era passado. Em compensação você entra no site dos Cinemas Unibanco e nada é informado ainda. No site ingresso.com você também não tem a programação e por consequência, não pode comprar os ingressos por antecipação. E aqui deixo uma pergunta, uma dúvida recorrente: se um evento como esse, que em sua primeira edição conseguiu levar mais de 25.000 pessoas nas 9 capitais por onde passou no período de uma semana (demonstrando assim o êxito do evento, mesmo com uma divulgação que poderia sim ser mais ampla, ao menos em Porto Alegre), qual o motivo de mais uma vez o Festival entrar em cartaz de forma exclusiva na Sala 8 do Unibanco Arteplex? Quem conhece o Unibanco Arteplex sabe que a rede está entre os melhores cinemas da capital gaúcha mas a sala 8 é muito pequena, perto das demais salas do próprio local ela chega a ter uma capacidade de platéia que é a metade ou o terço das outras, a tela também é bem menor...qual o motivo para exibir um festival assim nessa sala? Não seria melhor em uma sala maior, com tela de tamanho ampliado, trazendo ainda mais público e acarretando assim uma melhor qualidade na projeção e na aceitação da própria plateia? Deixo essa questão no ar pois realmente, não compreendo o motivo de tal Festival não ser exibido em uma sala maior da própria rede do ótimo Unibanco Arteplex.

Segue a programação do Festival

10 de junho, sexta-feira, primeiro dia do Festival

Lobo, 14H00

Direção: Nicolas Vanier - 

 

Aventura - 1h42min - 12 anos

Distribuidor Brasil: Playart

 

Título original: Loup

 

Sergueï é um rapaz do povo Évène, povo nômade criador de rena que vive nas montanhas da Sibéria Oriental. Quando ele completa 16 anos, é nomeado Guardião do grande rebanho de renas do clã de Batagaï. Ainda menino, Sergueï aprendeu a caçar e a matar lobos sem dor. Até o dia em que o encontro com uma loba e seus adoráveis filhotes altera todas as suas certezas...

 

OS NOMES DO AMOR , 16H05

 

 

Direção: Michel Leclerc - 

 

Comédia - 1h44 - 12 anos

Distribuidor Brasil: Mares filmes

Título original : Le Nom des gens

 

Bahia Benmahmoud, uma jovem mulherextrovertida, é comprometida com seus ideais políticos: sem limites, ela não hesita em transar com seus inimigos para convertê-los à sua visão política, o que significa, potencialmente, muita gente, porque, em suma, todas as pessoas de direita representam sua causa. Ela costuma ter bons resultados, até o dia em que encontra Arthur Martin...

 

 

POTICHE : ESPOSA TROFÉU, 18h10

 

Direção: François Ozon

Com : Catherine Deneuve

 

Comédia -1h43 - 12 anos

Distribuidor Brasil : Imovision

Título original : Potiche

 

Em 1977, em uma província francesa, Suzanne Pujol é a esposa burguesa submissa de um rico industrial, Robert Pujol. Ele dirige uma fábrica de guarda-chuvas com mão de ferro e é um homem desagradável e autoritário com os funcionários, os filhos e a esposa. Esta é considerada por ele um objeto, um Potiche. Após uma greve e o sequetro do seu marido, Suzanne fica à frente do comando da fábrica e, para surpresa geral, uma mulher de ação, uma líder nata.

 

UMA DOCE MENTIRA, 20H15 

Direção: Pierre Salvadori

Com: Audrey Tautou

 

 

Comédia - 1h45min – 12 anos

Distribuidor Brasil: Mares filmes

Título original: De vrais mensonges

 

Numa manhã de primavera, Emilie recebe uma linda carta de amor anônima. Sua primeira reação é jogar a carta no lixo. Mas ela vislumbra uma forma de salvar sua mãe, uma mulher triste e isolada desde a partida de seu marido. Sem pensar muito, ela envia a carta para a mãe, sem saber que o autor é Jean, seu tímido empregado. Emilie não imagina que seu gesto desencadeará uma série de desentendimentos, criando situações fora de controle. 

 

 

11 de junho, sábado

 

UM GATO EM PARIS , 14H00

 

 

Direção: Alain Gagnol Jean-Loup Felicioli

Com: Dominique Blanc

 

Animação / Aventura - 1h10 - livre

Distribuidor Brasil: Bonfilm

Título original: Une vie de chat...

 

 

Dino é um gato que divide sua vida entre duas casas. Durante o dia, ele vive com Zoé, a filha de Jeanne, uma delegada de polícia. Durante à noite, ele escala os tetos de Paris em companhia de Nico, um ladrão de grande habilidade. Jeanne está investigando vários roubos de joias e ainda precisa cuidar da vigilância do Colosso de Nairóbi um grande monumento cobiçado pelo bandido Costa. Dino é testemunha de tudo que acontece e viverá muitas aventuras.

 

O PAI DOS MEUS FILHOS, 15H20

 

Direção: Mia Hansen-Love

 

Drama - 1h50 - 12 anos

Título original: Le Père de mes enfants

 

 

Grégoire Canvel tem tudo que deseja: uma esposa amada, três adoráveis filhos e uma profissão que é a sua paixão, ele é produtor de filmes. Com determinação e carisma excepcionais, Grégoire multiplica admiradores. Tudo parece perfeito. Porém, sua prestigiosa empresa de produção, a Moon Films, vacila. Com filmes produzidos demais, riscos demais, passivos demais, as ameaças se tornam realidade.

 

 

COPACABANA, 17H50

 

 

Direção: Marc Fitoussi

Com: Lolita Chammah , Aure Atika - 

 

Comédia dramática - 1h47 - 12 anos

Distribuidor Brasil: Pandora

Título original: Copacabana

 

Inconsequente e jovial, Babou nunca se preocupou com status social. Porém, ao descobrir que sua filha está com vergonha de convidá-la para o seu casamento, decide “encaretar”. Sentindo seu amor materno rejeitado, Babou resolve se tornar corretora de imóveis na monótona cidade litorânea de Ostende, em pleno inverno. Na hostilidade dessa estação balneária fora de temporada, ela poderia ser tentada a abrir mão desse trabalho e aproveitar a vida. Mas Babou resiste, determinada a recuperar a estima da filha e lhe dar um presente de casamento digno desse nome.

 

POTICHE: ESPOSA TROFÉU, 19H40

 

 

12 de junho, domingo

 

UM GATO EM PARIS, 14H00

 

SIMON WERNER DESAPARECEU, 15H20

 

 

Direção: Fabrice Gobert

Thriller - 1h33 - 12 anos

Título original: Simon Werner a disparu...

 

Março de 1992, nos arredores de Paris. Durante uma festa regada a muito álcool, um grupo de adolescentes encontra um corpo aparentemente sem vida na floresta, escondido no mato. Quinze dias antes, no liceu Léon Blum, um aluno de ultimo ano, Simon Werner, não responde à chamada. Manchas de sangue são encontradas numa sala de aula. Fuga, sequestro, suicídio, assassinato?

 

 

VÊNUS NEGRA, 17H15

 

 

Direção: Abdellatif Kechiche

Com: Yahima Torres 

Drama histórico - 2h44min – 16 anos

Distribuidor Brasil: Imovision

Título original: Vénus noire

 

Paris, 1817, Academia Real de Medicina. Em frente a um molde do corpo de Saartjie Baartman, o anatomista Georges Cuvier é categórico: “Nunca vi uma cabeça humana tão parecida como a dos macacos.” Uma plateia de eminentes colegas cientistas aplaude a demonstração. Sete anos antes, Saartjie deixara a África do Sul como escrava de Caezar, sendo obrigada a exibir seu corpo ao público londrino nas feiras de aberrações.

 

OS NOMES DO AMOR, 20H20

 

13 de junho, segunda-feira

 

OS PAIS DOS MEUS FILHOS, 14H00

 

COPACABANA, 16H10

 

UMA DOCE MENTIRA, 18H20

 

XEQUE MATE, 20H25

 

 

Direção: Caroline Bottaro 

Com: Sandrine Bonnaire 

 

Comédia dramática - 1h40 – 12 anos

Título original: Joueuse

 

Num vilarejo de Córsega, a vida de Hélène, uma mulher retraída e discreta, é feita de dias que parecem sempre iguais… Ela trabalha como arrumadeira num hotel e, aparentemente, é feliz com seu marido, Ange, e sua filha, Lisa, uma adolescente de 15 anos. Sua vida modesta e monótona parece não ter chance de mudar... Porém, um dia, durante a limpeza dos quartos, ela se depara com um jovem casal de americanos jogando xadrez e fica fascinada.

 

14 de junho, terça-feira

 

COPACABANA, 14H00

 

XEQUE MATE , 16H10

 

OS NOMES DO AMOR, 18H10

 

VÊNUS NEGRA, 20H15

 

15 de junho, quarta-feira

 

UM GATO EM PARIS, 14H00

 

O PAI DOS MEUS FILHOS, 15H20

 

VÊNUS NEGRA, 17H30

 

LOBO, 21H30

 

16 de junho, quinta-feira - último dia do Festival

 

SIMON WERNER DESAPARECEU, 14H00

 

UMA DOCE MENTIRA, 15H55

 

POTICHE: ESPOSA TROFÉU, 18H00

 

COPACABANA, 20H05

 

 

 

 

 

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.