Especial X-men: Parte 1

imagem de Rafael
Enviado por Rafael em qua, 06/08/2011 - 22:51

“Jovens dotados de incríveis poderes tentam proteger um mundo que os teme e odeia”, foi usando deste lema que Stan Lee e Jack Kirby deram, em 1963, início a um dos maiores sucessos não só dos quadrinhos, mas também de diversas outras mídias. E o que começou como uma tentativa de criar heróis sem precisar criar origens bizarras para os poderes, acabou se transformando em uma forma de mostrar o preconceito que ainda vive em nossa sociedade.

Primeira Classe

Logo após ter criado o grande sucesso Quarteto Fantástico, a Marvel ansiava por uma nova equipe que repetisse o sucesso e possibilitasse rivalizar ainda mais com a DC, que havia alcançado o topo com heróis ruins reunidos em uma tal de Liga da Justiça. Na falta de idéia para criarem as origens de poderes para seus super-heróis, Lee e Kirby resolveram simplesmente alegar que os integrantes do grupo nasceram assim, vítimas de uma anomalia genética. Esta equipe que contava com cinco pessoas acabou sendo recebida mornamente pelo público, mas nada que desse prejuízo para a empresa. Na equipe inicial, que é composta por cinco integrantes mais seu mentor, cada um dos personagens tinha uma mensagem escondida, uma função, simbolizando o preconceito de alguma forma:    

                                      

              

•     Ciclope: O primeiro recruta de Charles Xavier foi criado usando a intolerância como poder, afinal, assim como as pessoas preconceituosas, Ciclope é impedido e enxergar graças as suas rajadas de raios ópticos, ou seja, não pode ver pois é impedido por algo que acaba tendo controle sobre ele, o fazendo perder de enxergar a verdadeira forma da vida.

•     Fera: Mutante que atualmente parece o leão de O Mágico de Oz. Além de ser uma das maiores mentes do universo Marvel, é um dos maiores ativistas pró-mutantes, o que fez com que passasse a fazer parte dos Vingadores para ajudar na causa. Fera traz uma mensagem que é a de uma mente brilhante escondida por trás de uma aparência bestial, revelando como o valor das pessoas é esquecido quando nos focamos apenas na aparência, perdendo muitas vezes a chance de conhecer alguém magnífico.

•     Anjo: um dos personagens mais subestimados, segundo este que vos escreve, apesar de possuir um poder que colabora para esta subestimação (o máximo que ele pode fazer é pegar alguém e arremessar para o chão). Entretanto o personagem que era multimilionário mostrava que mesmo nas famílias mais ricas e poderosas, alguém poderia ser mutante. O que é vergonhoso para sua família riquíssima, para ele é algo normal e faz parte dele, não pode negar.

•     Homem de Gelo: O mutante mais jovem servia como eixo para representar os leitores, afinal, além de ser o membro mais jovem da equipe, era o que mais tinha um potencial adormecido, um potencial não explorado, o que simulava todo o poder que os jovens têm, mas não exercem.

•     Garota Marvel  ou Fênix:  Foi por volta dos anos 60 que as mulheres começaram a ser respeitadas, ganhando os mesmos direitos que os homens. Nada mais justo que heroínas fossem criadas para jovens, então logo surgiu Mulher Maravilha, mas que se perdeu por cair para o lado do fetiche masculino. Portanto não é errado dizer que Jean Grey é a primeira super-heroína mulher a ser respeitada. Seu poder só rivaliza com o do mentor da equipe, Charles Xavier, superando os demais integrantes. Jean, que foi ganhando importância a cada história, acaba elevando o conceito de o quanto subestimar qualquer pessoa acaba sendo um pensamento atrasado.

Esta é a primeira parte do especial, logo posto sobre a segunda classe, os grandes vilões, os filmes e as demais mídias. Aliás se você sentiu falta do Professor Xavier não se preocupe, ele e Magneto ganharão um destaque maior. Então aguardem!!

Ps1.:  Se você esperava um artigo, falando dos poderes e histórico do personagem, recomendo que leia o site Armada Mutuna, que tem ficha sobre todos os personagens que já passaram pelos quadrinhos.

Ps2: Não estranhem a imagens, ela são capas variante de Hqs que sairam lá fora, ou seja, uma forma diferente de ganhar dinheiro.

Ps3.: Sim, concordo, o desenho do Homem de Gelo ficou muito feio.

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.