Por Uma Vida Melhor

imagem de Julia
Enviado por Julia em sex, 02/25/2011 - 01:31

Em uma época de relações pessoais conturbadas, Por Uma Vida Melhor investe em uma idéia arriscada: a esperança de formar uma família feliz. O Road movie roteirizado por Dave Eggers e Vendela Vida retrata a história de Burt (John Krasinski, o Jim, do seriado norte americano The Office) e Verona (Maya Rudolph, do elenco de Saturday Night Live), namorados que esperam seu primeiro filho. Ao descobrir que os pais de Burt (os divertidíssimos Catherine O’Hara e Jeff Daniels) vão se mudar para a Bélgica, perdendo os primeiros dois anos após o nascimento do neto, o casal, apesar de se sentir desamparado inicialmente, se descobre livre para procurar um novo lugar para criar o seu bebê. Em busca desse “lar ideal” viajam por lugares como Phoenix, Tucson, Madison, Montreal e Miami.

Em todas as cidades visitadas, o casal protagonista interage com diversas relações familiares diferentes. Isso parece interferir nas próprias decisões de Burt e Verona, como quando estes visitam antigos amigos em Montreal. Apesar de verem o amor e carinho necessários para uma família (como o excelente monólogo na lanchonete de Tom Garnett, o ator Chris Messina, demonstra), não conseguem lidar com a tristeza de Munch e Tom, que mesmo tendo diversos filhos adotivos, não podem ter seu próprio bebê.

A relação de Burt e Verona é retratada com doçura e simplicidade. Apesar de algumas implicâncias típicas de casais que se encontram há algum tempo juntos (tempo este ilustrado pelas diversas fotos que o casal possui na cômoda), estes reconhecem sua sorte por ter o outro como par. Além disso, o longa mostra que até pessoas de mais de 30 anos podem se perder em conflitos sobre a maternidade e sobre o rumo ao qual destinarão suas vidas. Rudolph encara Verona como uma mulher divertida e madura, devido à precoce perda dos pais, o que parece levá-la a encarar a gravidez com grande seriedade. Krasinski transforma Burt em um homem que parece não ver a hora de construir sua família com a namorada, deixando-a sempre segura sobre seus sentimentos e preocupando-se com qual tipo de pai será no futuro, como quando, por exemplo, este visita o irmão abandonado pela esposa e vê sua família se desestruturar, tendo o receio que o mesmo possa acontecer com ele e Verona.

Além do casal protagonista, outros merecem destaque, como Maggie Gyllenhaal por interpretar uma espécie de nova-hippie, "quase prima" de Burt, com um ar, ao mesmo tempo, convencido e simpático; O’Hara e Daniels, em especial este último que combinou os trejeitos com Krasinski de modo que estes realmente pareçam pai e filho; Alisson Janney, como uma mulher de meia idade que, já que frustrada, encara com deboche sua situação; e o casal interpretado por Chris Messina e Melanie Lynskey, que emocionam na cena em que esta dança “Oh! Sweet Nothin”.

Original desde os primeiros minutos (com a excelente cena da descoberta da gravidez pelos dois protagonistas), o filme não apela para uma extrema alegria ou uma extrema tristeza ao descobrirem que serão pais dentro de alguns meses. Apesar de não possuírem uma vida estruturada, Burt e Verona preocupam-se em construir o melhor ambiente para a criança com responsabilidade e maturidade.

A tradução brasileira foi uma decepção. O título, que deveria ser mantido mais literal, é não específico, quase antipático. Não consegue transmitir a alma do filme de Sam Mendes, que “Distante Nós Vamos” expressaria de uma forma bem mais completa, afinal a idéia de distância e de união é um dos pontos fortes do filme, que vemos a partir de todos os trajetos feitos por Burt e Verona. Também é uma pena que o longa tenha sido lançado apenas em DVD, tirando o privilégio de diversos espectadores reverem a versatilidade do diretor e a genialidade com que retrata as descobertas e construções do casal protagonista.

Poltronas 

5

Comentários

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.