Zé Colmeia

imagem de Rafael
Enviado por Rafael em seg, 05/16/2011 - 21:09

 Alvin e os Esquilos, Garfield e Scooby Doo são três exemplos de filme infantil adaptados de antigos desenhos animados que funcionaram a ponto de receber continuações. Trazer outros desenhos para ganhar a tela do cinema era só questão de tempos, não sendo uma surpresa quando anunciaram que Zé Colmeia iria se junta a este grupo. Mas existe uma grande diferença entre Zé Colmeia e os demais, que é saber até que ponto a paciência do espectador aguenta.

Depois de tantas cestas de piqueniques roubadas, Zé Colmeia(dublado por Dan Aykroyd) ajuda sem querer a colocar o  parque Yellowstone a falência, isto acontece junto com o fato do prefeito corrupto da cidade necessitar dinheiro e o afastamento das pessoas do parque que preferem ficar na cidade. Ze Colmeia junto com Catatau (dublado por Justin Timberlake) vai ter que unir forças com Guarda Smith(Tom Cavanagh) se quiser trazer o publico de volta para poder salvar o parque.

A maior “surpresa” fica por conta do trio de roteiristas: Jeffrey Ventimilla, Joshua Sternin e Brad Copeland que tentam inserir todos os demais clichês dos filmes infantis juntamente com uma mensagem de preservação do meio ambiente, sendo esta equivalente à usada nas sacolas plásticas. Se não bastasse a trama manjada, o trio ainda emprega várias piadas bobas repetidamente em uma tentativa de manter a atenção do público até o final, falhando consideravelmente. A preguiça dos roteiristas é ainda mais visível na concepção dos personagens que nada mais são do que cópias de outros filmes, como por exemplo o vilão malvado e burro que tem um ajudante puxa saco, a mocinha engraçadinha e o mocinho envergonhado, entre outros clichês.

Os problemas só aumentam quando buscam transformar o guloso Zé Colméia em uma versão infantilizada de Homer Simpson, o que também não funciona devido a estupidez do roteiro quando expõe o personagem à situações extremamente caricatas. Em uma tentativa de agradar o público adulto fazendo cenas que tentam homenagear Superman, Laranja Mecânica e 2001 – Uma Odisséia no Espaço, o filme só comprova a fragilidade do longa, que não sabe como agradar os adultos que assistiram o filme.

O único ator digno de nota é Tom Cavanagh que arrisca-se a dar uma dimensão, tentando transformar o estúpido Guarda Smith concebido pelo roteiro em um personagem mais “humano”, retratando o oficial esforçado sem cair no estereótipo, o que acontece com o restante do elenco. Mas isso já é considerado normal, visto que todos os atores que anteriormente interpretaram este tipo de personagem se esforçaram, vide Jason Lee em Alvin e os Chipmunks, por exemplo.

Eric Brevig, aqui se mostra vítima da banalidade do roteiro que o impossibilita de fazer algo pelo menos assistível.  Mas Brevig também não impede que o filme pareça um amontoado de clichês, deixando–se perder todo o pouco crédito que tinha conseguido dirigido o aturável  Viagem ao Centro da Terra 3D.  Parecendo tentar consertar o erro que tinha feito apresentando nos créditos uma homenagem ao desenho, Brevig só consegue fazer o espectador pensar quais outros desenhos irão ser destruídos pelos estúdios.

Assistir a Zé Colméia é o equivalente a ir a uma exposição de fotos editadas pelo paint. Tudo é falso em  Zé Colméia, desde seus cenários construídos no fundo da casa do produtor, a Zé Colméia e Catatau, que parecem ter sido elaborados por um programador incompetente que foi contratado apenas por ser amigo do diretor. Tudo isso já seria suficientemente ruim, mas se agrava ainda mais com o uso do 3D. Aqui temos a insistente ação que tenta de tempos em tempos fazer algo sair da tela somente para arrancar um grito de surpresa das crianças, que não devem tardar a se cansar do efeito.

Ver Zé Colméia é a prova de que o público infantil é extremamente subestimado por grande parte dos estúdios. Enquanto os produtores não tomarem consciência de que as crianças não se distraem com tão pouco, mais desenhos bons serão reduzidos a imbecilidades. Lamentável. 

Poltronas 

1

Comentários

imagem de Maza

Enviado por Maza em ter, 05/17/2011 - 08:17

O filme é um lixo mesmo, muito irregular, falso, mal editado...muito ruim. Só não é pior pq pouco antes de começar o filme tem um curta do papa-léguas e coyote...se o Zé Colmeia fosse um curta, talvez fosse algo aceitável mas do jeito que ficou...péssimo.

 

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.