2019 - O Ano da Extinção

imagem de Luciana
Enviado por Luciana em dom, 02/27/2011 - 20:51

 

A proposta é interessante, o tema é “da moda” e o elenco conta com atores conhecidos, tudo para dar certo. 

Dirigido e roteirizado por Michael Spierig e Peter Spierig (ou The Spierig Brothers), Daybreakers (ou se preferirem, 2019 – O Ano da Extinção), foi filmado em 2007 e lançado somente em 2010 (aqui no Brasil, diretamente em DVD). 

O ano é 2019. Há 10 anos o mundo foi assolado por uma praga que converteu boa parte da população em vampiros. Vemos uma menina que cansada da sua vida de vampira, resolve enfrentar o alvorecer fora da proteção de casa, pois com ela carrega a certeza de que permanecerá sempre assim, na idade em que foi transformada. Nunca experimentará a sensação de crescer e se desenvolver.

A vida na cidade é quase que totalmente noturna, os vampiros são os habitantes “principais”, e os humanos, meros fornecedores de sangue, capturados e armazenados para garantir que o alimento não falte. A raça humana encontra-se em vias de extinção, menos de 5% dos humanos ainda vivem, e a fome se espalha pela cidade, fazendo com que existam mendigos pelas ruas implorando por um pouco de sangue. Os noticiários exploram a ideia de que os humanos são inimigos do estado, já que inclusive os altos cargos políticos são exercidos por vampiros.

A tecnologia faz parte do dia-a-dia, os vampiros usam celulares, carros super equipados e sistemas de segurança extremamente elaborados. Quiosques em que originalmente seria vendido café é vendido sangue em copinhos, e a busca por um substituto sintético para o sangue humano é a prioridade no momento, já que a abstinência transforma os vampiros em monstros horrendos. É aí que entra em cena o vampiro Edward Dalton (Ethan Hawke).

Edward é o hematologista chefe da principal empresa responsável pelo suprimento de sangue à população local, que busca a elaboração de um produto sintético que possa substituir o sangue humano. Na direção desta empresa temos o inescrupuloso Charles Bromley (Sam Neill), que não hesita um instante sequer em capturar os humanos restantes, e ainda ir contra sua própria filha, quando a mesma se nega a tornar-se uma vampira.

Enquanto testes com sangue sintético são feitos para tentar encontrar um produto substituto perfeito, Edward está mais interessado em descobrir a “cura” para o vampirismo, submetendo-se sem medo aos testes propostos por Elvis (Willen Defoe), que diz ser um ex-vampiro “curado”, e que garante ter a solução para salvar a humanidade da extinção.

A trilha sonora de Christopher Gordon casa perfeitamente com boa parte das cenas, e as atuações de Ethan Hawke e Willen Defoe fazem com que o filme mereça certo reconhecimento. É um filme que almeja entrar para a categoria de “bons filmes de vampiros”, mas que infelizmente não alcança seu objetivo, pois tem um roteiro falho e um final pra lá de clichê.

Poltronas 

3

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
4 + 0 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.