Erro

User warning: The following module is missing from the file system: smtp. For information about how to fix this, see the documentation page. in _drupal_trigger_error_with_delayed_logging() (line 1143 of /home/blup/domains/blup.com.br/public_html/d7/includes/bootstrap.inc).

Amor por Acaso

imagem de Rafael
Enviado por Rafael em sex, 02/18/2011 - 23:00

Se a primeira impressão é que fica, o diretor tem que ser extremamente cuidadoso com o seu primeiro trabalho, pois provavelmente ele irá definir a qualidade dos seus próximos projetos, visto que assim como em corridas ninguém gosta de apostar em cavalos perdedores. Vários diretores brasileiros podem comprovar esse ditado, já que são poucos os que conseguiram fazer um relativo sucesso lá fora.

Cuidados básicos tem que ser tidos por mais que o filme seja de um gênero "comum" como é o caso de Amor por Acaso, filme dirigido pelo brasileiro Marcio Garcia que estreia nesta comedia romântica. Ana (Juliana Paes) herda uma divida e uma vinícola na Califórnia de seu falecido pai, lá encontra Jake (Dean Cain), está em processo de separação de uma atriz famosa que acredita ser dono da propriedade. Os dois tem que disputar para descobrir quem realmente é dono do lugar só que "inesperadamente" acabam se apaixonando, com essa trama previsível e entediante temos Amor por Acaso.

O roteirista Leland Douglas consegue reciclar todos outros filmes do mesmo gênero, como a historias da garota que muda pra cidade chata, mas acaba se apaixonando e gostando do lugar e a historia do casal que se odeia e acaba se apaixonando. Tudo isso adicionando varias tiradas cômicas sem graça, preconceituosas e totalmente mal inseridas. Para agravar temos personagens que são extremamente desnecessários, por exemplo, o irmão de Ana que é descartável para trama assim como os demais hospede do hotel, a ex- esposa e o restante do elenco coadjuvante. A montagem é falha recheando com cenas que parecem ser só para aumentar o tempo de projeção assim como todos os outros aspectos técnicos do filme, seja a trilha sonora incomodativa ou a direção de fotografia que dá um tom de falsidade igual das novelas dos canais abertos.

Marcio Garcia não acerta a mão no seu projeto dada a rasura das atuações e de falsidade como a trama é apresentada ao espectador, alias, nem sua ponta como ator no filme acrescenta alguma graça ao filme. Seu maior erro foi tentar fazer o filme aos moldes das comedias americanas, mas não querendo tirar o humor brasileiro estragando a película. Dean Cain faz aqui uma versão mais abobada do seu antigo personagem Clark Kent assim como Juliana Paes que faz uma versão bobinha do que costuma fazer nas novelas. Só arruinando mais o filme temos as pontas totalmente sem graça de Eric Roberts, Marco Pasquim e Rodrigo Lombardi que não conseguem tirar nenhum sorriso do publico com suas piadas.

Apesar de ser uma comedia romântica que pelo menos deveria cumprir sua função de entreter o espectador Amor por acaso acaba sendo um enorme teste de paciência que ela extrema preguiça dos seus realizadores não consegue entreter o espectador. Se em um gênero fácil Marcio Garcia errou como diretor o que se dá de esperar dos próximos projetos.

P.s.: A uma cena após os créditos mais é totalmente descartável assim como o resto do filme

Poltronas 

1

Comentários

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.