American Pie - O Reencontro

imagem de Julia
Enviado por Julia em seg, 04/23/2012 - 14:05

 

Sem dúvida, American Pie foi uma obra marcante para os jovens da transição dos anos 1990-2000. Relacionando questões normais da idade – como a descoberta da sexualidade, a relação de gênero na adolescência e o fim de uma etapa (Ensino Médio, ou High School) – à disseminação da internet nos lares e a todo um american way of life para jovens, o filme fez sucesso por mostrar, de forma divertida e leve, o medo dos jovens em um dos momentos mais marcantes de sua vida: a perda da virgindade, que se estabelecia como uma meta para os adolescentes iniciantes.

A dinâmica por aperfeiçoamento nessa questão, que tanto angustia muitos jovens em uma sociedade onde a condição do “sexo” é determinante para um bom desempenho social, continua no segundo e no terceiro longa. À medida que vão envelhecendo, suas preocupações vão mudando, mas a temática relacionada à relação sexual permanece como pano de fundo de todos os filmes seguintes.

Agora em American Pie - O Reencontro, 13 anos depois do primeiro longa, o foco não é apenas uma preocupação boba de “número” de garotas ou “como será a primeira vez”, mas acompanhar o cotidiano de meia idade daqueles personagens que conhecemos tão bem. Alguns clichês, típico nos quatro filmes, ainda aparecem, como Oz, que agora é o “fortão rico e sensível”, Kevin, que se envolve em uma rápida e tola confusão com sua ex-namorada, a clássica “vizinha gostosa que quer ter um caso com o protagonista”, etc. Mas certos casos como a preocupação de Jim e Michelle em reavivar a paixão no casamento, a solidão que o pai de Jim sente e as motivações de Finch ao contar certas histórias para seus ex-colegas e amigos são normais e fortemente compreendidas pelo espectador, que percebe a legitimidade das ocasiões e partilha dos sentimentos dos personagens (que, em sua maioria, conquistaram o público há mais de 10 anos)

E é graças à simpatia e a doçura de certas relações estabelecidas no filme que muitas vezes ele consegue se firmar sem apelar para o humor escrachado. Os conselhos do pai de Jim para o filho, tão conhecidos em todos os longas, aqui se repetem e até se invertem, demonstrando uma preocupação na situação familiar na qual ambos se encontram. Alysson Hannigan interpreta uma Michelle mãe, mais madura, mas que ainda exibe traços que a fizeram ser conhecida e adorada nos longas anteriores. E sua relação com o Jim aparece tranquila e rotineira (após alguns anos de casados), porém sempre carinhosa. Mas digno de nota, o maior foco cômico da obra, ainda é atribuído a Sean William Scott, reinventando um Steve Stifler que já mostra sinais de amadurecimento, mas continua desempenhando o papel do inconsequente eterno-adolescente, exemplificado pela cena do lago.

Os cinco protagonistas (Jim, Finch, Kevin, Oz e Stifler) continuam se mostrando leais e fiéis uns aos outros com o passar dos anos. Porém, em O Reencontro, mesmo se divertindo juntos como nos velhos tempos, mostram cansaço ao “encontrar” uma festa no estilo “High School” (excluindo, talvez, Stifler), reclamam dos jovens da atualidade e apreciam comemorações onde vinho, música calma e filhos já fazem parte do cenário. E é por isso que American Pie – O Reencontro não quer ser um filme para jovens, mas para adultos que foram jovens na época do primeiro longa. O filme se propôs a crescer e amadurecer junto com seu público.

Apelando menos para clichês relacionados a fluídos corporais e situações conservadoras da cultura norte-americana (como a coisificação feminina), American Pie - O Reencontro se mostra um filme sensivelmente mais maduro e sincero. E é por essa sinceridade, que esperamos que a vida que se seguirá àqueles quatro dias de reencontro, seja plena para os protagonistas, e que novos reencontros surjam (não necessariamente na tela do cinema) para que a amizade e o companheirismo dos cinco se preserve.

Poltronas 

3

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.