Gamers - Na Busca do Alvo

imagem de Ghuyer
Enviado por Ghuyer em qui, 07/07/2011 - 01:13

Partindo de uma premissa inusitada e relativamente original, Gamers – Na Busca do Alvo (Na Igre, Rússia, 2009) trata de um grupo de amigos aficionados por jogos de computador que passam a adquirir em vida as habilidades que antes só exerciam virtualmente. Uma ótima maneira de falar de videogames.

Após ganharem um torneio e receberem como prêmios exemplares exclusivos do novo jogo desenvolvido pela companhia russa, os jovens passam por uma experiência sensorial bizarra assim que decidem rodar os CDs em seus computadores, que acabam fritando (lembrei de Pi). Logo o espectador fica sabendo que o presidente da companhia está por trás de tudo, a julgar pelos recados que recebe do espião que mandou vigiá-los. Porém, a situação fica mais complexa à medida que os jovens acabam se envolvendo com os planos de um mafioso envolvido em atividades terroristas, cujos futuros planos envolvem uma tecnologia energética recém desenvolvida. É aí que o filme se perde.

Seja por ter superestimando o material que tinha em mãos, ou simplesmente por não tê-lo aproveitado direito, o diretor e roteirista Pavel Sanayev cria uma trama que se complica e se estende muito além do necessário, chegando à presunção de não concluir nada e ainda fazer uso de um letreiro com a mensagem “Continua...” antes de subirem os créditos. Além do mais, o roteiro (também escrito por Aleksandr Chubaryan) toma algumas decisões difíceis de aceitar. Por exemplo, fica difícil crer que os jovens que conseguiram arquitetar um plano improvisado para dizimar uma tropa de mercenários sejam os mesmos a serem tão facilmente enganados pelo mafioso do longa. Sem contar alguns furos no roteiro, como o sadismo repentino apresentado por determinada personagem no final do filme, ou a insistência em introduziram um personagem (que parecia ser o protagonista) que some da história sem mais nem menos – mas provavelmente na cabeça do Sanayev está tudo bem, já que na continuação que explicará tudo esse personagem voltará.

Porém, tendo por base em um mínimo de ficção científica, Gamers é essencialmente em filme de ação e, nesse sentido, não decepciona. Desde a montagem eficiente e rápida (que dificilmente aparece descoordenada), até a fotografia que, reproduzindo a estética dos jogos de tiro em primeira pessoa, oferece um visual dinâmico à ação, mas jamais soando estilizada demais, preservando o realismo do projeto (o diretor de fotografia Vladislav Gurtchin ainda faz um uso esperto de efeitos como jump-cuts e whip-pans nos momentos adequados, sem exagerar como Tony Scott em Chamas da Vingança). Vale destaque a cena em que “Vampiro” descobre seus novos “poderes”. Mesmo não aparentando ter um grande orçamento, Sanayev comprova ter uma mão firme para realizar sequências de ação inventivas e visualmente interessantes, mantendo o espectador interessado com o que ocorre na tela na maior parte do tempo, só se perdendo, infelizmente, no terceiro ato do longa, quando a trama parece se levar a sério demais sem o aprofundamento temático necessário para tal: os personagens principais estão atuando como terroristas sem saber disso, porém matando pessoas intencionalmente, e a questão do que a violência dos jogos pode ocasionar em uma pessoa é pouco explorada – há alguns diálogos que meramente tocam no assunto, mas nada mais que isso. É uma pena, pois seria uma discussão muito mais interessante – e orgânica ao roteiro – do que aquilo que o filme apresenta no final, quando extrapola os próprios conceitos em prol de uma trama tola.

Enfim, Gamers se desvia do ideal, apelando para reviravoltas dispensáveis, mas é inegavelmente um filme de ação competente e divertido.

Poltronas 

3

Comentários

imagem de Pedro Henrique

Enviado por Pedro Henrique (não verificado) em qui, 07/07/2011 - 10:31

No Simpsons o "comic book guy" inventa um super-herói com a mesma premissa. E copiar Simpsons é o lugar comum dos lugares comuns.

Comentar

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
CAPTCHA
Esse desafio é para nos certificar que você é um visitante humano e serve para evitar que envios sejam realizados por scripts automatizados de SPAM.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.